Random header image... Refresh for more!

Category — Scream & Yell Vídeos

Entrevista: Ser ou Não Ser (Youtuber)

Respostas para o jornalista Vinicius FeIix

Por que fazer um canal no Youtube? Explica um pouco a origem do canal?
Foi uma ideia que nasceu de outra ideia. Estávamos eu, Iuri Freiberger (produtor) e Rafael Cortes (Assustado Discos) conversando sobre ideias de projetos, e surgiu a ideia de um programa. Levei isso para o Tiago Trigo (da produtora Casa Inflamável), e começamos a fazer uns esboços, chegamos a fazer um primeiro piloto pra sentir a vibe do programa, como a coisa iria ficar, e eu ainda estava um pouco inseguro. Já participei de muitos programas em TV, já dei muita entrevista, mas comandar um programa é outra coisa. Fiz um pouco de TV na faculdade e só. Dai me veio a ideia de fazer o canal no Youtube para me soltar, ver a viabilidade da coisa e fazer um teste para mim mesmo, e o resultado me surpreendeu. Estamos tanto eu quanto o Tiago bastante felizes com o ritmo de produção e a resposta do público.

Qual é a rotina de gravações e o processo de criação?
A gente está gravando quinzenalmente. A pauta é toda minha, e eu sou o maníaco por organização em seções, por isso já fui criando variáveis. Começamos pensando em um programa que não passasse dos 10 minutos, tudo em primeiro take, conversando o calor da conversa. E, claro, quando vi já estava falando 15 minutos. Dai surgiu a ideia de fazer programas mais longos (o Scream & Yell Discos) e gravar pequenas pílulas de, no máximo, dois minutos, para quem quer ver a coisa rápida e tal, e assim nasceu o Dicas Scream & Yell. Dai tivemos a encomenda de vídeos sobre shows e festivais para uma marca parceria. E assim nasceu o Scream & Yell Festivais. As coisas vão surgindo naturalmente.

E dá dinheiro? Se não, você faz pra que dê dinheiro algum dia?
Já deu um pequeno retorno financeiro que é dinheiro de cachaça para os Youtubers badalados do país, mas me mostrou que a maneira da linguagem pode atingir públicos diferentes: conseguimos uma parceria com alguém que nunca tinha lido nada no Scream & Yell! O cara sacou os vídeos, percebeu o potencial e nos chamou pra conversar. Tenho pensando nos vídeos como sempre pensei o site, um veículo sobre cultura pop para atiçar a curiosidade das pessoas, faze-las pensar. Mas o site já nasceu meio torto, meio fanzine, e chegou uma hora que ele já tinha uma personalidade tão forte que rentabiliza-lo era bem complicado. Já os vídeos, como está no começo, permite sim vislumbrar que dê dinheiro. É o que a gente espera.

Você é novo na área, mas já tem alguma dica para alguém que queria abrir o próprio canal no Youtube?
É usar a câmera do celular e mandar brasa. O Dicas Scream & Yell já é isso, linguagem de câmera de celular, coisa rápida, com pouca edição. A facilidade tecnológica ajuda muito hoje em dia, então quem quiser abrir um canal no Youtube abre em poucos clipes. Meu conselho (que é pra toda vida) sempre é: Faça. Não fique esperando o momento certo, ter condições, equipamento e o escambau. O importante é fazer, e durante o percurso ir melhorando, entendendo o processo e dando passos a frente. Não adianta ficar parado. Só quem caminha pode olhar para trás, analisar os passos certos e errados, e seguir adiante buscando melhorar.

Comentários. Ler ou não ler?
Eu tenho dado uma sorte imensa, ou mais provavelmente ainda o Scream & Yell Vídeos não é um veículo de grande porte a ponto de aparecer gente sem noção comentando bobagens, porque todos os comentários que chegam são muito legais, são gente interagindo mesmo com perguntas que lanço nos vídeos, essa coisa de cultura pop, de listas. Nesse nível acho importante dialogar, conhecer seu público e essas pessoas. Então ler é fundamental.

Você produz conteúdo, ok. Mas você também gosta de assistir outros conteúdos do YT?
Eu assisto uma coisa ou outra porque tenho um medo danado de ter ideias podadas porque esse ou aquele cara falou algo que eu estava pensando em falar. É algo que já lido com textos: eu só leio resenhas sobre um disco/livro/ ou filme depois que eu escrevi sobre esse disco/livro ou filme, para que a minha reflexão seja minha, sabe, sem direcionamentos. Dai acabou vendo algumas coisas que não são muito o que eu faria, como os programas do Gastão, por exemplo. Mas tenho favoritado alguns outros para assistir depois que eu publicar a “minha versão”, até por curiosidade para saber se eu tive o mesmo insight que outras pessoas.

Acompanhe o canal: https://www.youtube.com/c/screamyell

Veja outras entrevistas aqui

julho 25, 2018   1 Comment

Scream & Yell Vídeos: Programa 85

No Scream & Yell Vídeos número 85, mais um livro (“Carlos Viaja”, de China com arte de Tulipa Ruiz), um DVD (mais um box da série “O Cinema”, desta vez compilando seis filmes do gênio Luis Buñuel) e um CD (o segundo álbum da grande banda Maria Bacana!). Assista abaixo!

Mais Scream & Yell Videos

 

julho 3, 2018   No Comments

Escolas cervejeiras, IBU e mais

Programa número 84 da série Scream & Yell Vídeos, e o segundo com foco em cerveja, este programase tornou em um dos vídeos mais longos gravados pela Casa Inflamável para o Scream & Yell (calma, são só quase 28 minutos), e não foi a toa: a ideia aqui era dar um breve histórico de algumas escolas cervejeiras clássicas em exemplos que podem ajudar você a entender para onde essa revolução cervejeira artesanal está indo. No meio do caminho conto algumas histórias minhas com a Duvel, falo de IBU e outras coisas. Assista!

Mais Scream & Yell Videos

junho 22, 2018   No Comments

Scream & Yell Vídeos: Programa 83

O programa número 83 da série é daqueles que mapeiam lançamentos e, neste em especial, reúne um disco (“Taurina“, de Anelis Assumpção), um DVD (a caixa com três discos e seis filmes “O Cinema de Jean-Luc Godard”) e um livro (“Canções Iluminadas de Sol: Entre Tropicalismos e Manguebeats“, de Carlos Gomes).  Assista abaixo!

Mais Scream & Yell Videos

junho 12, 2018   No Comments

Grandes discos da safra 1968 da música

Não são poucos os que acreditam que 1967 tenha sido o grande ano da música em todos os tempos, e no ano passado selecionamos 50 discos deste ano magnifico. Porém, basta uma olhadela rápida na lista que se segue para perceber que 1968 parece dar um passo à frente, com mais pluralidade, avanços e brasileiros presentes com grandes discos. Em mais um vídeo integrante da série Scream & Yell Vídeos, selecionei 50 grande álbuns “do ano que não terminou” que só se engrandeceram com o passar do tempo. Confira a lista de 50 discos e os dois Top Ten pessoais, um nacional e o outro internacional. E arrisque a sua lista nos comentários!

Top Ten Internacional, Marcelo Costa (Scream & Yell)
01) “The Beatles (The White Album)”, The Beatles
02) “Astral Weeks”, Van Morrison
03) “Electric Ladyland”, The Jimi Hendrix Experience
04) “Beggars Banquet”, The Rolling Stones
05) “White Light/White Heat”, The Velvet Underground
06) “At Folsom Prison”, Johnny Cash
07) “Sweetheart Of The Rodeo” , The Byrds
08) “Music From Big Pink”, The Band
09) “We’re Only In It For The Money”, Frank Zappa and The Mothers of Invention
10) “Marble Index”, Nico

Top Ten Nacional, Marcelo Costa (Scream & Yell)
01) “Tropicália: ou Panis et Circenses”, Vários
02) “Os Mutantes”, Os Mutantes
03) “Gilberto Gil” – Gilberto Gil
04) “Caetano Veloso” – Caetano Veloso
05) “Volume 3”, Chico Buarque de Hollanda
06) “Grande Liquidação”, Tom Zé
07) “O Inimitável”, Roberto Carlos
08) “Canto Geral”, Geraldo Vandré
09) “Paulinho da Viola”, Paulinho da Viola
10) “Elis Especial”, Elis Regina

21) “A Banda Tropicalista do Duprat”, de Rogério Duprat
22) “Odessey And Oracle” The Zombies
23) “The Kinks Are The Village Green Preservation Society”, The Kinks
24) “Waiting For The Sun”, The Doors
25) “Truth”, Jeff Beck
26) “NBC TV Special 1968“, Elvis Presley
27) “Initials B.B.”, Serge Gainsbourg
28) “Nefertiti”, Miles Davis
29) “Live at the Apollo, Volume II”, James Brown
30) “Wheels Of Fire”, Cream
31) “Aretha Now”, Aretha Franklin
32) “Cheap Thrills”, Big Brother And The Holding Company
33) “Bookends”, Simon And Garfunkel
34) “A Saucerful Of Secrets”, Pink Floyd
35) “The Notorious Byrd Brothers”, The Byrds
36) “Ogden’s Nut Gone Flake”, Small Faces
37) “In-A-Gadda-Da-Vida”, Iron Butterfly
38) “Vincebus Eruptum”, Blue Cheer
39) “Gris-Gris”, Dr. John
40) “Blood, Sweat & Tears”, Blood, Sweat & Tears
41) “Creedence Clearwater Revival”, Creedence Clearwater Revival
42) “The Dock Of The Bay”, Otis Redding
43) “Crown Of Creation”, Jefferson Airplane
44) “Traffic”, Traffic
45) “Raulzito e os Panteras”, Raulzito e os Panteras
46) “Taj Mahal”, Taj Mahal
47) “S.F. Sorrow”, The Pretty Things
48) “Nancy & Lee”, Nancy Sinatra & Lee Hazlewood
49) “Safe At Home”, International Submarine Band
50) “Scott 2”, Scott Walker

Mais Scream & Yell Videos

junho 7, 2018   No Comments

Scream & Yell Vídeos: Programa 81

Na edição número 81 do programa Scream & Yell Vídeos, um trio de dicas punk rock: um livro (“Música ao Fundo, Poucos Acordes, Uma Voz Rouco”, de Lenildo Gomes), um DVD (“The Clash: The Joe Strummer History”) e um disco (“Acorde! Acorde! Acorde!“, do Cólera) . Assista abaixo!

Mais Scream & Yell Videos

maio 22, 2018   No Comments

Leffe, onde tudo começou (para mim)

Na aventura de gravar a série Scream & Yell Vídeos com a ajuda do amigo Tiago Trigo, da produtora Casa Inflamável (façam projetos com ele!), muitas pessoas próximas me cobravam sobre falar de algo que se tornou rotina nas minhas redes sociais: cerveja. E… ok, vocês venceram (risos). Para começar a falar do tema, no Scream & Yell Vídeos de número 80, decidi voltar 10 anos no tempo e relembrar a cerveja que foi o turning point para mim, a marca que me fez olhar para todas as outras cervejas de uma maneira diferente. Havia um contexto especial: era o meu primeiro dia da minha primeira vez na Europa, e eu me apaixonei pela belga Leffe. Abaixo eu conto um pouco dessa história.

Mais Scream & Yell Videos

maio 16, 2018   No Comments

Assista ao Scream & Yell Vídeos nº 79

2018 já tem grandes lançamentos em discos, livros e CDs. Nesta edição do Scream & Yell Vídeos, a de número 79, juntamos três lançamentos que merecem bastante destaque: o cantautor Gustavo Kaly apresenta a coletânea “Primavera Punk e Outras Estações de Falso Jazz”, um lançamento Morcego Records que compila trabalhos de Kaly com a Stuart, os Últimos Românticos da Rua Augusta e os Hospedes do Chelsea. Bacana demais. Já o DVD triplo “Uma Viajante Alma Paulistana” compila sete temporadas de causos contados e rememorados por Guilherme Arantes (que mostra clipes de época e mais de 90 versões inéditas). Já a cantora e compositora Badi Assad emociona em “Volta ao Mundo em 80 Artistas”, um livro em que ela escreve, de maneira pessoal e apaixonada, sobre 80 artistas de todo o mundo. Mais informações no vídeo abaixo! Confira!

Mais Scream & Yell Videos

maio 3, 2018   No Comments

Afghan Whigs no Scream & Yell Vídeos

Os Afghan Whigs são os meus Beatles, uma banda que reina soberana aqui em casa. No vídeo abaixo conto um pouco sobre os shows deles que vi e sobre as reedições bacanudas com faixas bônus que eles estão colocando no mercado. Assista.

Mais Scream & Yell Videos

abril 27, 2018   No Comments

Algumas palavras sobre o Miranda

A pedido da SIM São Paulo, escrevi algumas palavras sobre o amigo Carlos Eduardo Miranda, que nos deixou recentemente: “Se não fosse ele, a música brasileira não teria alcançado muitos dos níveis de criatividade que alcançou nos últimos 30 anos” (leia aqui). E junto com os amigos Marcos Bragatto, do site Rock em Geral,  e Rodrigo James, do Esquema Novo, gravamos um vídeo mais emocional contando nossas histórias e nossos álbuns favoritos produzidos pelo Miranda. Assista abaixo.

Mais Scream & Yell Videos

abril 5, 2018   No Comments