Random header image... Refresh for more!

Posts from — Abril 2010

Opinião do Consumidor: 1795 Dark

1795_dark.jpg

Terceira cerveja da República Tcheca a frequentar este espaço (a saber, as anteriores foram as ótimas Czechvar e  Primator 16% Exkluziv – links no final do texto), a 1795 é uma premium Lager original da cidade de Budweis, na Bohemia, produzida pela mais antiga cervejaria da região, a BMP (Budejovicky Mestansky Pivovar), que foi fundada no centro histórico da cidade em… 1795.

A BMP utiliza até hoje a receita original em seus tanques abertos de fermentação, atingindo os padrões estabelecidos pela D.O.C (Denominação de Origem Controlada) determinados pela União Européia, exclusivamente para cervejas produzidas na cidade de Budweis. Para comprovar é só procurar no rótulo o termo “Budejovické Pivo”, que garante a qualidade das cervejas feitas na região.

Há uma versão clara, deliciosa, mas aqui centramos o paladar na versão 1795 Dark, uma cerveja de baixa fermentação (lager) de belíssima cor escura que é bastante leve e refrescante. No aroma se percebe a presença de malte tostado, café e um adocicado que lembra caramelo e mel. Já no paladar vem um gosto de café, e se sente um adocicado presente que deve combinar bastante com carnes.

Muitos que já provaram a 1795 Dark reclamam deste adocicado (e seu baixo teor alcoólico), que não me incomodou. Ela não chega a ser tão doce quanto a francesa Jenlain e está longe, muito longe da nossa Malzibier. Há na 1795 Dark um leve amargor que mantém o gosto no paladar, e valoriza seu sabor. Não a toa, ela recebeu medalha de ouro e prata no Stockholm Beer and Whisky Festival (2006 e 2007). Seu preço varia de R$ 10 a R$ 15 (a garrafa de 500 ml). Vale experimentar.

Teste de Qualidade: 1795 Dark
– Produto: cerveja lager
– Nacionalidade: República Tcheca
– Graduação alcoólica: 4,5%
– Nota: 3,5/5

Leia também:
– A Czechvar é um ícone da República Tcheca (aqui)
– Primator 16%, duas delas equivalem a seis de outras (aqui)
– Se Brigitte Bardot fosse engarrafada, seria a Jenlain Six (aqui)

Abril 12, 2010   No Comments

Europa 2010: roteiro de viagem fechado

Depois de vários rascunhos, fechamos o roteiro de viagem. Agora não tem como mudar, mesmo porque já reservamos hotéis e acertamos os vôos internos na maioria dos trechos. Neste momento só está faltando o hotel de Barcelona, o de Roma e o da Ilha de Wight assim como os trechos (de avião, trem ou barco) entre Atenas e Santorini, Atneas e Istambul e Budapeste para Praga. Falta quase um mês pra viagem…

14/05 – São Paulo
15/05 – Budapeste
16/05 – Budapeste
17/05 – Viena – Black Rebel Motorcycle Club
18/05 – Viena
19/05 – Viena
20/05 – Viena
21/05 – Budapeste / Bratislava
22/05 – Budapeste
23/05 – Praga
24/05 – Praga
25/05 – Praga
26/05 – Praga
27/05 – Barcelona – Primavera Sound
28/05 – Barcelona – Primavera Sound
29/05 – Barcelona – Primavera Sound
30/05 – Roma – Wilco
31/05 – Atenas
01/06 – Atenas
02/06 – Atenas
03/06 – Ilhas Gregas
04/06 – Ilhas Gregas
05/06 – Ilhas Gregas
06/06 – Ilhas Gregas
07/06 – Istambul
08/06 – Istambul
09/06 – Istambul
10/06 – Londres
11/06 – Londres / Ilha de Wight
12/06 – Festival na Ilha de Wight
13/06 – Festival na Ilha de Wight
14/06 – Londres
15/06 – Londres
16/06 – São Paulo

Abril 11, 2010   No Comments

Scream & Yell apresenta Cérebro Eletrônico

scream_party_two_peq.jpg

Um dos nomes mais celebrados da nova cena musical brasileira, o quinteto paulistano Cérebro Eletrônico faz uma pausa nas gravações de seu terceiro disco para tocar na 2ª edição da Festa Scream & Yell, no dia 16 de abril, na Casa Dissenso.

Formado por Tatá Aeroplano (voz e brinquedos), Fernando Maranho (guitarra), Fernando TRZ (teclado), Renato Cortez (baixo) e Gustavo Souza (bateria), o Cérebro Eletrônico ganhou notoriedade com seu segundo disco, “Pareço Moderno”, lançado em 2008, com a mistura da Tropicália de Caetano Veloso, o romantismo de Roberto Carlos e a irreverência de Sérgio Sampaio. “Pareço Moderno” figurou em várias listas de melhores discos de 2008.

No momento, a banda prepara o disco Deus e o Diabo no Liquidificador, que deve ser lançado no final de junho. Para registrar o processo de gravação, o Cérebro colocou no ar um hot site com vídeos dos ensaios (http://cerebroeletronico.com/site/), áudio das versões demos das músicas e um blog onde os músicos contam bastidores do estúdio. O destaque do novo repertório é a música “Cama”, com uma melodia que remete à força de “Como dois e dois”, de Caetano Veloso.

A festa integra o calendário de comemorações de dez anos do site Scream & Yell (http://screamyell.com.br/), que começou em março com show do grupo Charme Chulo na Casa Dissenso, e discotecagem com o melhor do pop, rock e indie. Desta vez, uma pitada de sons brasileiros deve ser jogada no caldeirão de sons que sairá das pick-ups comandadas pelos jornalistas e dublê de DJs Marcelo Costa e Tiago Agostini.

A Casa Dissenso fica na Rua dos Pinheiros, 747, quase esquina com a Rua Mourato Coelho. Com ambiente intimista, seu diferencial é a qualidade de som de primeira para as bandas, garantida com a aquisição de novos e potentes equipamentos. O bar se destaca por oferecer uma variada carta de cervejas nacionais e importadas, atendendo aos numerosos amantes da bebida. Durante a festa, a Loja Dissenso estará aberta vendendo artigos relacionados à cultura pop. E não deixe de experimentar o delicioso sorvete da casa.

SERVIÇO
Festa Scream & Yell #2
Sexta 16/04
Abertura da casa: 22h
Show: Cérebro Eletrônico às 00h em ponto (transmitido via web)
Discotecagem: DJ Set Scream & Yell (Marcelo Costa e Tiago Agostini)
$15
Local: Casa Dissenso, Rua dos Pinheiros, 747, São Paulo, SP

Abril 7, 2010   No Comments

Download: coletânea OViolão

violao.jpg

 Coisa fina. Versões exclusivas. Pra saber mais detalhes do projeto é só ler os dois textos de apresentação escritos por Bruno Natal e pelo Alexandre Matias. Enquanto isso, você pode ir baixando aqui.

1. Lulina – “Mentirinhas de Verão”
2. AVA – “Filha da Ira”
3. Lucas Santtana – “Nighttime In The Backyard”
4. Wado – “Frágil”
5. João Brasil – “Orgasmadance”
6. Burro Morto – “Navalha Cega (Violas)”
7. Frank Jorge – “São Tantas Tendências”
8. Momo – “Mas É o Fim”
9. Curumin – “Solidão Gasolina”
10. Kassin – “Pra Lembrar”
11. Nina Becker – “Polyester Tropical”
12. Gabriel Thomaz – “248-6279?
13. CéU – “Cangote”
14. Do Amor – “Mindingo”

Abril 6, 2010   No Comments

O Pequeno Livro do Rock, de Hervé Bourhis

Recebi minha edição do divertidíssimo “O Pequeno Livro do Rock”, do francês Hervé Bourhis (que chega ao país em edição da Conrad. Você pode folhear dez páginas aqui). Dei uma  colaboração na revisão do texto, e curti muito o livrinho. Falo mais dele durante a semana.

rock_livro.jpg

Abril 5, 2010   No Comments