Blog do Editor do Scream & Yell
Random header image... Refresh for more!

Posts from — Setembro 2009

Uma ressaquinha beeem leve…

…de tanto champagne. :/

Setembro 23, 2009   3 Comments

No Ar Coquetel Molotov, Beto Só e Frank Jorge

Zombie Zombie e François Virot, atrações francesas do festival No Ar Coquetel Molotov, desembarcam nesta semana em São Paulo. Os grupos vêm ao Brasil através da programação do Ano da França no Brasil, no qual o festival recifense está inserido e que conta com apoio do Consulado Geral da França. Os dois se apresentam no Studio SP nesta quarta (23/09) em dois momentos.

Abrindo a noite, François Virot mostra sua música no projeto Cedo e Sentado, a partir das 21h com entrada gratuita. A partir das 23h entra em cena a dupla Zombie Zombie, que se inspira em filmes de terror e em trilhas sonoras densas para criar uma música eletrônica que tem conquistado o público em diversos festivais europeus. Abrindo o show dos franceses, o grupo The Name mostra sua sonoridade pós-punk-retrô. A entrada pro show custa R$ 25 (na porta) e R$ 15 (lista).

FRANÇOIS VIROT
Cedo e Sentado
Quarta | 23/09 - 21h
Studio SP - Rua Augusta, 591 - Centro
Entrada franca
Mais informações: http://www.studiosp.org

ZOMBIE ZOMBIE e THE NAME (SP)
Baile Punk Especial
Quarta | 23/09 - 23h
Studio SP - Rua Augusta, 591 - Centro
Ingressos: R$ 25 (na porta) e R$ 15 (lista)
Mais informações: http://www.studiosp.org

A festa segue na quinta com a Invasão Sueca, outra parceria do Coquetol Molotov, desta vez com o Swedish Institute. Os invasores nórdicos são a cantora Britta Persson (quinta, 24/09, no Sesc Pompéia) e os grupos Loney,Dear e Those Dancing Days (sexta, 25/09, também no Sesc Pompéia).

Britta vem ao Brasil apresentar as canções de seu disco mais recente, “Kill Hollywood Me”. Já o quinteto feminino Those Dancing Days mostra as músicas de seu debute, “In Our Space Hero Suits”,lançado pela Wichita Records. O cantor Emil Svanängen, mais conhecido pelo pseudônimo Loney, Dear, é outro sueco invadindo São Paulo.

BRITTA PERSSON
Quinta | 24/09
SESC Pompeia
Ingressos: R$ 30,00 [inteira], R$ 15,00 [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante] e $ 7,50 [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]
http://www.sescsp.org.br

THOSE DANCING DAYS e LONEY, DEAR
Sexta | 25/09
SESC Pompeia
Ingressos: R$ 30,00 [inteira], R$ 15,00    [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante] e R$ 7,50 [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]
http://www.sescsp.org.br

Já na sexta-feira, Beto Só e Frank Jorge dividem o palco do Itaú Cultural, na avenida Paulista. Os cantores e compositores apresentam-se separadamente e também dividem o palco em alguns canções intepretadas em conjunto. Beto Só mostra as canções de seu segundo disco, “Dias Mais Tranquilos”, lançado pelo selo Senhor F Discos e com download liberado no Trama Virtual (baixe aqui).  Olavo e Umberto, do Lestics, participam do show tocando “Velho”.
 
Já Frank Jorge apresenta o repertório de seu último álbum, “Volume 3″, editado pela Monstro Discos, mas deve abrir espaço para canções de seus álbuns anteriores. O show acontecerá às 20h no auditório do Itaú Cultural, na Avenida Paulista nº 149, e terá transmissão ao vivo pelo site do Itaú Cultural (http://www.itaucultural.org.br). A entrada é gratuita com distribuição de convites a partir das 19h30.

BETO SÓ e FRANK JORGE
Projeto Toca Brasil
Sexta | 25/09 - 20h
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149
Entrada Franca: Distribuição de convites a partir das 19h30
Mais informações: http://www.itaucultural.org.br

Setembro 22, 2009   1 Comment

Das coisas que me explicam, parte 2

“Sou um homem sossegado. Tenho tendência a pensar bastante e tentar não falar demais. Mas aqui estou, talvez falando demais. Existem, porém, esses sentimentos dentro de mim que precisam muito escapar, acho. E isso me faz sentir aliviado, porque uma das minhas maiores preocupações nesses últimos anos é que eu tenho perdido minha capacidade de sentir as coisas com a mesma intensidade - da maneira que eu sentia quando era mais jovem. É assustador - sentir as suas emoções fluindo para longe e não dar a menor importância”.

Trecho de “Primeiro o Amor, Depois o Desencanto”, de Douglas Copland

Leia também:
- Das coisas que me explicam, parte 1 (aqui)

Setembro 21, 2009   2 Comments

Ludov ao vivo no Sesc Pompéia

Vanessa Krongold, do Ludov, por Marcelo Costa

Vanessa Krongold, do Ludov / Foto: Marcelo Costa

Sexta, para uma chopperia do Sesc Pompéia lotada, o Ludov fez o segundo show da turnê “Caligrafia”, e ao menos aqui em casa o disco cresce muito a cada dia. Interessante que num primeiro momento as seis músicas do ”lado a” se sobressaiam sobre as outras seis do ”lado b” com canções fortes “Luta Livre” e “20%” pedindo mais e mais execuções.

No show, porém, o público pedia insistentemente pela rancheira “Magnética”, que surgiu em excelente versão. Já “Não Me Poupe”, com seu arranjo calcado no violoncello, cresceu absurdamente ao vivo. Minha preferida no momento, a desengonçada “Paris, Texas”, soou ainda mais desengonçada, o que lhe confere certo charme.

A noite contou com as doze músicas que compõe o novo disco (todas para download gratuito em http://ludov.com.br/musicas/) mais uma “O Passado” (uma das sete faixas bônus também disponíveis para download) e alguns hits do disco anterior (como “Urbana”, “Estrelas” e “Kriptonita”) que mostram que o Ludov vive a sua melhor fase.

Setembro 21, 2009   4 Comments

Os caminhos da música

mac.jpg

Em outubro do ano passado, após um show de Curumin na Galeria Olido (escrevi aqui), encontrei o Pedro, que estava com alguns amigos fazendo um mini-documentário sobre os caminhos da música. Ele me passou o link hoje e vale assistir mais pelas palavras do Curumin do que pelas minhas. É só clicar na imagem.

Setembro 21, 2009   1 Comment

Histórias de viagem: Crianças no Louvre

paris.jpg

Não lembro se cheguei a comentar quando estávamos em Paris, mas uma coisa muito bacana que nos surpreendeu foi topar várias vezes durante a semana com pequenos grupos de crianças em idade pré-escolar passeando pela cidade com orientadores. Aconteceu, no mínimo uma cinco vezes, e tanto eu quanto Lili ficamos surpresos em ver tanto pedaço de gente enfrentando a vida pelas ruas parisienses.

Eles andavam de mãos dadas, um responsável imediato pelo outro, e cheguei a achar que num grupo – que entrou conosco no mesmo ônibus que seguiu para o Museu Picasso – haviam algumas crianças de 2 ou 3 anos experimentando uma aventura sem os pais. Esse registro acima eu fiz no Louvre. Percebam o cuidado de um com o outro e a atenção de todos com a professora explicando algo do quadro.

Não lembro exatamente a primeira vez que entrei em um museu. Acho que foi depois dos 16 anos, quando sai de Taubaté para São Paulo para ver alguma exposição no Masp. E não foi coisa de colégio. Não consigo lembrar se fora a viagem dos formandos da 8ª série fizemos alguma outra, juntos. E olhando a foto senti uma ponta de saudade de algo que eu não tive e que nem sabia que poderia ter sido tão especial…

Leia também:
Histórias de viagem: D’akujem (aqui)
Histórias de viagem: Um hotel em Paris e Cherry Coke (aqui)
Histórias de viagem: Raconteurs em 2008 (aqui)
Histórias de viagem: Resumão de ideias confusas da viagem 2008 (aqui)

Setembro 19, 2009   2 Comments

A nova revista de André Forastieri

Setembro 18, 2009   1 Comment

A volta do Pavement e da Legião Urbana

A turma de Stephen Malkmus anunciou oficialmente que volta aos palcos em 2010, mais precisamente no dia 21 de setembro do ano que vem para um show no Central Park, em Nova York. Haverá mais shows além deste, mas os integrantes já adiantaram que a reunião é temporária. Ou seja: a grana da poupança está acabando e é melhor fazer outro pé de meia. Se Damon Albarn pode, Stephen Malkmus também tem direito.

Já a “Legião Urbana” retorna aos palcos neste domingo, no festival Porão do Rock, em Brasília. Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá sobem ao palco acompanhados de Toni Platão e a noitada ainda poderá contar com a participação de Herbert Vianna, Roberto Frejat, Dinho Ouro Preto e Philipe Seabra. Ou seja: a grana da poupança está acabando e é melhor fazer outro pé de meia. Se o Doors pode excursionar com Jim Morrison a sete palmos do chão, a Legião também tem direito, vai.

 Não sei, mas já está na hora do mundo acabar, você não acha? Alguém ai em cima, aperta o botão.

Setembro 17, 2009   9 Comments

Uma frase

‘E só dentro de um hospício se vive na América
Viver num hospício é melhor que num pardieiro?”

Cadão Volpato

Setembro 16, 2009   1 Comment

Para quem gosta de fotografia

Vale dar uma olhada e babar no álbum de fotos que compila as 41 melhores imagens de 2008 da revista alemã Spiegel. Abaixo seguem três que adorei (embora a 11, a 29, a 35 e a 39 tenham entrado no páreo). A galeria toda está aqui.

spiegel1.jpg

spiegel2.jpg

spiegel3.jpg

Aproveitando, o Sesc Pinheiros abre para o público nesta quinta-feira (17) a exposição “Henri Cartier-Bresson: Fotógrafo”. Saiba mais aqui.

Setembro 16, 2009   No Comments