Blog do Editor do Scream & Yell
Random header image... Refresh for more!

Quanto custa uma viagem para a Europa?

O Parlamento de Londres visto da London Eye

Essa é a pergunta que não quer se calar (risos). O Edu já tinha pergutando isso em um post pré-viagem, e eu tinha detalhado os nossos gastos “por cima” nos comments (leia aqui), mas é uma avaliação totalmente particular baseada em um mochilão maluco de 37 dias. Uma viagem de 20 dias sai muito mais em conta. Aproveitando que o Luiz perguntou se “uns dez mil reais segura a onda legal”, vai a minha experiência abaixo, e a certeza de que se você conseguir economizar, dá sim para ir.

01) A Passagem

É o mais caro da viagem. Custa entre 650 dólares e pode chegar até 1000 dólares em alta temporada. Ou seja: viajar fora de temporada (que vai de 15 de junho até o fim de agosto) já garante uma grande economia. E pode acreditar: tem festival, shows e coisas legais para se fazer na Europa em maio e setembro, meses que não são tão frios e nebulosos como os invernais, e são mais baratos que julho e agosto, os temíveis e careiros meses de férias (e muito sol).

Uma vantagem das passagens: você pode pagar ela antes em até cinco vezes no cartão sem juros (se for uma companhia internacional tipo Iberia, Air France e outras) ou mais vezes se for uma nacional (TAM), com juros. O importante é que planejando bem, você já pisa na Europa com a passagem paga sem mexer no dinheiro das férias do trabalho, o que é uma grande economia para os dias de aventura pela frente.

Fiz uma pesquisa rápida em um site de viagens com as datas de partida para 30/04/2010 e volta 30/05/2010 e Air France e KLM oferecem passagens por cerca de R$ 2100. Esse preço pode abaixar se você conhecer uma agente de viagens bacana, que encontre uma promoção legal em um vôo menos concorrido, mas em média é isso: R$ 2100 que podem ser divididos em cinco vezes no cartão de crédito (com a taxa de embarque vindo na primeira parcela).

02) Hospedagem

Aqui você adapta a viagem ao seu bolso. Em sites como o Homelidays (www.homelidays.com) e Hostel World (www.homelidays.com) você consegue pesquisar habitações em hotéis, apartamentos, albergues, casas de família e campings. Os preços variam de acordo com o luxo e com o país. Um quarto dividido com 10 pessoas é mais barato que um quarto para casal, porém facilidades aparecem. O ap que ficamos em Paris foi o mais barato de toda nossa viagem, e o melhor. E Paris é uma cidade cara e de difícil hospedagem. A dica é: procure.

Para um cálculo no chutometro, só pata você ter idéia, você pode gastar entre 20 e 30 euros por dia em hospedagem (às vezes mais, outras menos, repito: dependendo das facilidades que você queira ter). Vamos pegar a média (25 euros) e multiplicar primeiramente pela cotação do Euro em relação ao Real (é menos, mas vamos arredondar para R$ 3) o que nos vai dar R$ 75 por dia. E multiplicamos de novo esse valor por 20 dias (R$ 1500) e 30 dias (R$ 2250). É algo entre isso que, em muitos lugares, pode ser pago no cartão de crédito, mas é bom confirmar antes.

Como o Acauã já comentou aqui no blog, tem o Couch Surfing, que é uma comunidade (tipo o Orkut) em que os associados abrem suas casas para outros associados. Na brodagem, sem nenhum custo. Como ele descreveu: “Quando vai viajar, você procura por boas almas dispostas a hospedar nas cidades para as quais vai e manda mensagem tentando combinar algo”. Vale muito ler o blog do Claudiomar. Ele viajou por 32 países – como Nepal e Hong Kong - hospedando-se somente em casas de pessoas do CouchSurfing. (http://claudiomar.blogspot.com/).

Vale lembrar que aquele amigo querido ou aquela prima com quem você não fala faz anos podem render uma boa economia se tiverem um cantinho para te abrigar. :) Outra coisa: muitos países, na entrevista de entrada, perguntam o lugar em que você vai ficar. Por isso tenha sempre a mão o endereço do amigo ou da tia, ou mesmo o nome do hotel, pois pode dar um dorzinha de cabeça não ter.

03) Viajando internamente pela Europa

Sou uma completa negação para explicar os passes de trem (alguém ajude nos commentes, please) tipo o Europass, mas os trens são uma grande economia (falo sobre alguns aqui) e companhias barateiras como a Easyjet e a Ryanair podem lhe dar muitas alegrias. Prefira sempre a Easyjet, que não causa tantas dores de cabeça quanto a Ryanair, mas se precisa, não pense duas vezes: mesmo com a multa que pagamos em Veneza o vôo saiu 1/4 mais barato do que seria por outra companhia. A dica é sempre tentar comprar com antecedência os trechos, pois quanto antes você comprar mais barato vai estar.

Aqui entra então um item importante em uma viagem econômica: planejamento antecipado. Tendo a viagem toda traçada você perde um pouco da aventura de acordar em Roma numa terça-feira e pensar: “Acho que vou para Viena hoje”. Mas terá uma grande economia (passagens compradas no dia ou na véspera são caras mesmo nas companhias barateiras). Nos fizemos uns cinco trechos entre países de avião, e tudo saiu por aproximadamente R$ 600. O trecho por trem saiu por R$ 75.

04) Visto e Seguro Viagem

Os países da União Européia não pedem visto de entrada, mas sempre há uma entrevistinha em que geralmente o policial pergunta o que você está indo fazer na Europa (ou no país que você está entrando), onde você vai ficar, quando você vai voltar e por ai. Se você tem todos os documentos certinhos (reserva de hostels, endereço da casa do amigo ou do CouchSurfing, trechos internos de viagem) que comprovem que você está passando férias, ótimo, mas é bom sempre estar garantido.

A vantagem é que,  devido ao Acordo de Schengen (valeu pela dica, Felipe), entrando no primeiro país você não passa por entrevistas nos 24 países da União Européia e nos 4 da EFTA que assinaram a política de livre circulação de pessoas no espaço geográfico da Europa (com exceção do Reino Unido, que você sempre que entrar precisará passar pela imigração). Então, se você entrar na Europa com um vôo em escala pela Espanha, França ou Holanda, a entrevista será feita nestes países, e os demais são porta aberta.

Já o Seguro Viagem é necessário e cobrado em alguns países (como a França). Você pode fazer com o seu agente de viagens, mas compensa muito cotar no World Nomads (outra dica da Ligilena), que foi o que eu e Lili fizemos para esta última viagem (e ninguém pediu, mas vai que não tivéssemos feito - iriam pedir). É só colocar o periodo de viagem e verificar o preço. Três semanas sai 75 dólares.

05) Comendo e passeando na Europa

Prepare-se para o choque, pois pisar na Europa é caro, principalmente na Inglaterra. Você vai se assustar quando perceber que uma Coca-Cola lata custa R$ 10, e vale muito fuçar o cardápio para perceber que o vinho (na França, Itália e Espanha, principalmente) e a cerveja (na Bélgica e na Alemanha) são muitas vezes mais baratos que os refrigerantes. E aqui também cabe a sua vontade pessoal, pois dá para viver de batatas fritas e fast food, mas é sério que você vai pra França e não vai almoçar ou jantar em bistrô? E nem vai comer massa na Itália?

Vou chutar, mas 50 euros (R$ 150) é uma quantia razoável para você comer, passear e ir a museus. Ou seja, em 20 dias, R$ 3000 e em 30 dias R$ 4500. Isso atentando para o fato de você usar e abusar dos passes especiais como o Roma Pass, que te dá condução de graça nos ônibus e metros da cidade além de descontos em muitas atrações, o Paris Museum, que eu comentei aqui e que a Lina, do Conexão Paris, discute aqui. Quase todas as cidades tem um desse tipo, e ajuda muito.

Vale também lembrar que carteirinhas de estudante são benvindas, e não precisa ser a oficial. Mas muitos museus e passeis limitam o desconto para menores de 26 anos mesmo com a carteirinha. Vale levar, e tentar. Bem, dá para dizer canhestramente que R$ 10 mil dá e sobra para viajar, mas eu, você e a Lili (risos) sabemos que nunca sobra e sempre falta, mas isso tudo é apenas para dar uma idéia que eu mesmo não tinha quando fui viajar nas primeiras vezes. Ou seja, estou tentando mostrar que é preciso planejamento, economias, mas rola fazer sim.

O que é preciso, mais do que tudo, é focar nas coisas que você quer ver, fazer e sentir em uma viagem dessas. Fazer o orçamento, deixar de beber uma cerveja nos dias em que você bebe cinco (risos) para economizar e voar. Uma viagem começa no seu planejamento, nas pesquisas que a antecedem. Existem muitas facilidades e também muita dificuldade, e tudo faz parte. Isso tudo é só um esboço de 15 minutos em uma sexta-feira corrida. Com calma, a coisa toda pode ficar mais interessante ainda. Mesmo.

Por baixo de uma ponte em Veneza

Leia também:
- A querida Luana Bandeira, a pedido de amigos, fez um textão bacana com algumas dicas de como montar um mochilão, escolher hospedagem, transportes e enxugar os custos em uma viagem para a Europa. Vale ler. Baixe o arquivo em world aqui.

44 comentários

1 elson { 08.07.09 at 9:24 pm }

grande post mac!
quando fui pra europa em 2007 peguei um trecho da easyjet paris-londres por absurdos 17 euros. era 06:40 num aeroporto na pqp, tive que acordar 2 da manhã (na real nem dormi) pra pegar o trem e chegar a tempo, mas por 17 euros até valeram.

2 Ana Carolina Dias { 08.08.09 at 9:57 am }

Oi !Gostaria mesmo de saber se ficarmos 20 dias na inglaterra iremos pagar o valor que esta acima?

3 Mac { 08.08.09 at 11:01 am }

Exato Elson! Eu adoro a Easyjet. Mesmo!

Ana, esse cálculo é aproximado, mas é mais ou menos isso sim. Lembre-se que a Libra Esterlina é mais cara que o Euro, então pode subir um pouquinho. Fiz uma pesquisa rápida no Hostel World agora para ver o preço das hospedagens e vi albergues em que o quarto coletivo sai por 13 euros por pessoa e o quarto duplo, para casal, sai por 30 euros. Ou seja, na média. Se procurar com calma encontra-se coisas bem legais e talvez mais em conta, mas leve sempre em consideração a localização do lugar e a classificação (eu começo olhando apenas os acima de 90% e se não encontrar nada interessante - por preço ou localização - baixo para 80%, e nunca abaixo disso). Sobre a passagem, que é o item mais caro, varia muito dependendo da época que vai, mas fiz outra pesquisa agora como se fosse viajar em setembro e deu R$ 2200 e isso em um destes sites de viagem. Um bom agente de viagem consegue coisa melhor. Por último, a vida diária em Londres é um pouco mais cara. O bilhete diário de metrô/ônibus (que compensa muito) custa 5,60 pounds (R$ 20), mas você poderá usar o metrô e o ônibus o dia inteiro, e vale. Por outro lado, os Museus são gratuitos. Uma coisa compensa a outra. :) Última coisa: é preciso chegar em Londres com uma referência de um lugar onde você vai ficar. Eles perguntam na entrevista. Vou incluir isso no tópico.

4 Adriano Mello { 08.09.09 at 12:07 pm }

Devidamente copiado e arquivado para fonte de consulta no futuro :)) Abs.

5 Felipe { 08.12.09 at 9:54 am }

Sobre as entrevistas de imigração, há um erro aí. Não se trata da União Europeia o espaço único de movimentação, mas sim do Espaço Schengen (joga no Google, os artigos da Wikipedia são bons). No Reino Unido SEMPRE há imigração, exceto em voos internos deles. E o Espaço Schengen engloba países que não são da UE, casos de Suíça e Noruega, por exemplo.

6 Mac { 08.12.09 at 10:16 am }

Boa correção, Felipe. Eu não tive imigração na escala nesta última vez (em Paris, onde só houve uma conferência de três segundos de passaporte), mas tive em Londres, sem a tradicional entrevista. E só em Londres. Valeu

7 Leandro de ouza Magalhães { 08.28.09 at 5:40 pm }

Olha gostei muito de visitar esse site voutarei mais veses.
Se eu tivesse condições financeiras de passear pela europa consertesa iria e consertesa não perderia essa aventura.

8 Augusto Mello { 09.23.09 at 10:54 am }

valeu essas dicas e muito importante pra quem vai pra europa o maior problema mesmo e passar pela imigraçao
vc viaja 15 hs de voo e chega no pais e deportado isso e pra matar qualquer cidadao o resto da pra tirar de letra um abraço

9 Pedro { 09.24.09 at 6:12 pm }

excelente artigo. atencao, mesmo dentro do Espaco Schengen eh possivel haver entrevistas em qualquer aeroporto, ou a atravessar qualquer fronteira. estes controles sao aleatorios… isto eh, no dia em que vc nao for prevenido, eles vao-te parar… nas travessias por trem, e muito frequente haver controle, sobretudo em trens que atravessam fronteiras na franca, alemanha, holanda e suica. de carro, tambem e frequente haver controles entre a belgica e a holanda. de aviao, depende muito dos terminais. em lisboa, madrid, amesterda, frankfurt e paris, muitos dos terminais que recebem voos de schengen estao ligados a passagens por controle fronteirico, pelo que as perguntinhas aparecem outra vez. depende do tipo la no balcao. se for um chato vai perguntar, mas na maior parte dos casos demora pouquinho.

10 Luana { 09.27.09 at 8:25 pm }

que lindo, meu nominho no seu blog! to juntando todas as coincidências entre as suas percepções das cidades com as minhas, pra depois comentar todas por aqui. beijos!

11 Marcela { 10.19.09 at 6:27 pm }

Adorei o texto da Luana! Super objetivo e cheio de dicas! Tentei encontrá-l no orkut para trocar umas idéias, mas não achei! Luanaaa….como faço para falar contigo?:)
E quem mais puder ajudar, pretendo ir no final do ano com meu namorado, viagem-mochilão, e precisamos de dicas!
Obrigada. Beijos.

12 Mac { 10.19.09 at 6:33 pm }

Querida xará, a Luana está no Twitter: http://twitter.com/luanabandeira

Bjos

13 Deyse { 11.16.09 at 5:30 pm }

estou me preparando para viajar para a europa e vcs ajudaram bastante, com informacoes importantiiiissimas!! valeu!!! Pergunta: para ver neve, pelos lados de roma, qual seria o melhor periodo? e mais barato tb?

14 Mac { 11.16.09 at 6:31 pm }

Deyse, não posso cravar com certeza, mas uma boa chance é no inverno europeu, que vai de dezembro a março. Em dezembro, a temperatura média em Roma é 11 graus, em janeiro 1o e fevereiro 12. Já em Praga, em janeiro, fácil ver neve: -1 é a média. Porém, em janeiro e fevereiro é um pouco mais caro ir pois é a temporada de férias.

15 Flávia { 12.22.09 at 5:26 pm }

Mac, com quanto tempo de antecedência que devo comprar passagens e reservar hoteis?

16 Mac { 12.28.09 at 7:46 am }

Flávia, as duas viagens que fiz foram em julho, e comecei a reservar tudo aos poucos a partir de janeiro. Hotéis que fui deixando pra muito perto (tipo abril) já estavam mais caros, mas até três meses antes encontra-se boas oportunidades de hotéis e vôos. A regra no entanto é: quanto antes, melhor.

17 Léo Pletz { 01.19.10 at 10:52 am }

Olá
Para quem quer economizar ainda mais, na Itália, tem um evento que chamam de “Semana da Cultura”, nesse período todos os museus, espaços culturais e outros pontos turísticos estatais como o Coliseu em Roma e o museu de Belas Artes em Florença tem entrada gratuita, geralmente acontece no meio de Abril, e vale a pena pois é possível econimizar de 50 a 100 euros, dependendo do interesse de cada um nesses espaços.

18 Juliano Marçal Lopes { 03.17.10 at 1:34 am }

Olá
quero ir para a Europa em pelo menos 2 anos!
conheço pessoas lá então já tenho meu destino traçado
paris, lille (frança), buxelas, (+ uma cidade perto), amsterdan, (+uma cidade perto), outra cidade perto (na alemanha), berlin, (+ outra cidade perto), estocolmo(suécia), lisboa.
esses parentesis com ‘+ uma cidade’ e tals eh onde moram meus amigos!
acho q nem vou gastar com hospedagem pois as capitais estarei por apenas um dia.. caso necessite ai fim vou ter q conseguir :s mas pretendo programar antes

e na verdade nao tenho ideia de quanto gastarei +/- em passagens de trem e avião já lá na europa

me podem ajudar??
meu email:/
lopesjuliano@msn.com

muito obrigado!

19 Meu Google Reader | 30 e Alguns { 03.20.10 at 7:14 am }

[…] Filmes de John Hughes Para Ver e Rever: Bem-Vindo aos Anos 80 – O Fim da Várzea Quanto custa uma viagem para a Europa? – Calmantes com Champagne 2.0 Eventos gratuitos da Editora Photos no PIB 2009 – Meio […]

20 Ruth lima { 06.03.10 at 11:20 pm }

Estou indo dia 24/06, e volto 15/07/2010. Eu e meus 2 filhos, vou 1 pra londres, tenho onde ficar, depois paris, ja fiz reservas, depois pretendo conhecer veneza, milao,roma,e meu pit stop e em madri,e quero ver se faco um bate e volta de 2 dias em lisboa ou porto.

21 Mac { 06.04.10 at 2:33 am }

Juliano, o preço da passagem varia na epoca do ano que você for. Se for no verão (dias de sol, quase nada de chuva), é bem mais caro (entre R$ 2.500 e R$ 3 mil que pode ser dividido em cinco vezes), se for no fim da primavera, mais barato (entre R$ 1750 e R$ 2200)

Os vôos internos, se comprados com antecedência, podem lhe render uma grande economia, assim como a casa dos amigos. Porém, prepare-se para uma noitada aqui e ali nas grandes cidades, pois muitas delas foram feitas para serem vistas à noite. Imagina voltar pra casa do amigo quando a cidade começa a ficar ainda mais interessante.

Abraço
Mac

Ruth, belissimo roteiro!!!!!

22 Cibele { 01.09.11 at 6:28 pm }

Olá! Parabéns pelo blog! Maravilhosooo :)

Eu sou louca por viagens, línguas, novas culturas, mas nunca estive na Europa. Estou planejando isso já, pois quero ir em julho, mesmo sabendo que se trata de alta temporada. Vou ficar 2o dias. Gostaria de saber se esse plano abaixo funcionaria:
Saindo de SP e chegando em Madri…
E daí …
Trem: Madri - Barcelona - Toulouse
Avião: Barcelona- Paris - Bruxelas
Trem: Bruxelas- Amsterdam - Berlim - Luxemburgo - Berlim - Praga-Viena-Budapeste -Veneza - Florença - Roma
Avião: Roma- São Paulo.

*Compensa: Budapeste para Veneza as 12hs de trem?

Consigo fazer esses trajetos correndinho???
Em quais lugares eu posso ficar um dia só pq não vai ter muito onde ir???

De começo essas são minhas dúvidas, mas sei que logo mais surgirão milhares.

Um abraço para todos :)
to Zurique, Zurique to Veneza to Florença, Florença to Roma.

23 Mac { 01.13.11 at 2:13 pm }

Deixa eu só entender, Cibele

Esse Madri - Barcelona - Toulouse: Barcelona é só uma passagem ou você desce na cidade e a aproveita? :) Se sim, ótimo. Amo Barcelona e a acho uma das capitais mais lindas do mundo.

Depois você volta Barcelona, e faz Paris e Bruxelas. Humm, só se for voo de escala mesmo, pois o trem de Paris pra Bruxelas costuma ser barato (paguei 25 euros).

Eu sempre fico meio assim de ficar 12 horas dentro de algum veículo numa viagem dessas. Eu pegaria um avião, e ganharia umas oito horas nesse trajeto todo (e quanto mais aproveitar Veneza, melhor).

Eu, se soubesse dirigir e tivesse carta de motorista, faria:

1) Madri, Barcelona, Toulouse (Trem)
2) Toulouse, Paris (Carro)
3) Paris, Bruxelas (Trem)
4) E o restante de trem até Budapeste.
5) Budapeste - Veneza (avião)

Que roteiro lindo de cidades você irá visitar. Me deu até saudade de todos esse lugares.

Boa viagem, viu!

24 Filipe { 01.26.11 at 4:16 pm }

e aee mannn
bom essas experiencias são unicas e inacreditveis não é.
Mas ai eu tambem estou indo em julho para a europa, vou ficar 30 dias por la.
Mas eu to com uma vantagem como eu fiz um intercambio no México, morei com varios europeus por la, então eu to com lugar de sobra pra ficar pela europa hehehe ..
mas eu gostaaria de uma dica de quem já foi, pra ver como é !
bom minha rota até agora é
chegar a Amsterdã, de la vou em carro com dois amigos por bruxelas e depois Paris, depois vamos reunir todos os intecambistas europeus uma semana em uma praia na frança..
depois volto por paris ai penso em seguir para frankfurt, retornando a amsterdã y routerdã terminando ahi.
mas eu to achando que vou conhecer poucos lugares em uma viagem como essa.. quais os lugares que voce indicaria, podendo ser cidades pequenas mesmo algo mais em conta, eu busco mais baladas e diversao nao muito historia nem passeios caóticos..

25 Claudiana { 01.26.11 at 7:29 pm }

Mac, parabéns! Excelente post! Nunca saí do país e agora encuquei que primeiro quero conhecer a Europa, estou fazendo uma pesquisa de lugares históricos para conhecer, mas estou meio perdida, me interessa muito construções antigas, museus, espetáculos, balé, concertos, etc. Me sugeres algo?

Abração!

26 Mac { 01.26.11 at 8:56 pm }

Filipe, Londres, sempre. Ela está ali, pertinho de Paris, e qualquer voo barateiro comprado com antecedência sai por menos de R$ 100. Na Bélgica, já que você vai para Bruxelas, pense em esticar de trem até Bruges, a cidade que mantém o centro histórico mais bem preservado da Europa (tem um filme bem legal, In Bruges - o título besta nacional é Na Mira do Chefe - que usa a cidade como pano de fundo). Abaixo, dois posts legais sobre Bruges:

http://screamyell.com.br/blog/2009/07/13/correndo-e-pedalando-daqui-pra-la/

http://screamyell.com.br/blog/2009/07/12/uma-festa-do-interior-na-belgica/

Claudiana, tem tanta coisa para conhecer (risos). Mas, bem, eu começaria pela Espanha e pela Itália. Não sei como é o seu estilo de viajar. O meu é mochilão e coisas rápidas. Raramente passo mais de quatro dias no mesmo lugar, então uma viagem de 40 dias (como fiz nos dois primeiros anos: 2008 e 2009 - os links na barra lateral do blog contam detalhes de cada viagem) permite conhecer vários lugares.

Da Espanha recomendaria Barcelona, Madri e, quem sabe, Malaga ou Valência. Barcelona é encantadora. Ali convivem as obras do Gaudi, um dos maiores arquitetos da história, a nova Espanha (na parte americana da cidade) e a velha Espanha, no Barri Gotic, que ainda guarda memórias da colonização romana. Amo uma frase que li uma vez: as ruas do Barri Gotic são tão estreitas que podem ser amarradas com um laço :)

Alguns posts com dicas que podem te interessar:

Sobre o El Raval (bairro central, mas pobre - o novo filme do Inarittu, Biutiful, se passa nele - que está sendo revitalizado:

http://screamyell.com.br/blog/2010/05/29/uma-tarde-caminhando-no-el-raval/

http://screamyell.com.br/blog/2010/05/27/barcelona-a-cidade-dos-arquitetos/

http://screamyell.com.br/blog/2008/07/16/antoni-gaudi-tom-waits-e-barri-gotic/

Sobre Madri:
http://screamyell.com.br/blog/2009/08/01/o-dia-ja-vem-raiando-meu-bem/

E ainda tem a Itália! Tem Roma… tanta coisa. :)

27 monica { 10.07.11 at 10:06 pm }

Fora a passagem com quantos mil reis eu passaria 7 dias em lisboa.Gostaria de ter dicas de hospedagem tb?

28 Mac { 10.08.11 at 1:21 am }

Monica, não foge muito do que escrevi lá em cima: uma média de 50/60 euros por dia para comer, beber e curtir a cidade (arredondando pra mais: 500 euros pra 7 dias, cerca de R$ 1200). Mas tenha na cabeça que isso é bem variável ao tom da viagem que você quer fazer: é possível gastar menos ou mais que isso.

Como ainda não fui para Lisboa, não tenho dicas de hospedagem, mas recomendo fazer o caminho que eu faria: ir ao Hostel World e buscar uma hospedagem acima de 80% de qualificação (prestando atenção na localização e nos comentários dos usuários). Ajuda muito.

http://www.portuguese.hostelworld.com/

29 marcos { 01.18.12 at 12:31 am }

amigo nao falo outra lingua a nao ser portugues sera que vai ser muito foda?quero ficar uma semana em paris sera que 1000 euros
fora passagens e hotel da pro gasto/?

30 nadia { 01.19.12 at 3:09 pm }

muito bom… será muito útil!!! suas informações são de quem realmente viaja, vou guardar tudo aqui começar a planejar a viagem que deve acontecer lá por outubro deste ano.
obrigada…. e por favor continue os posts.

31 Mac { 01.20.12 at 12:05 am }

Marcos, não se preocupe com a língua. Você, claro, irá encontrar algumas dificuldades, mas irá conseguir se virar sim. Fome com certeza você não irá passar (a gente sempre dá um jeito de comer algo) e o mais complicado são os deslocamentos, mas com um mapa na mão você se vira bem. Boa sorte(e 1000 euros para uma semana está excelente!)

Obrigado pelo comentário, Nadia. A ideia é exatamente incentivar.

32 Roberto { 02.07.12 at 10:49 am }

Ola mac! achei bastante util o teu post e gostaria de te perguntar a tua opinião sobre uma agência de turismo, tenho uma no fundo da rua e iria sem problema, mas nao sei quais poderão ser os custos de tais agências, obviamente pesquisar por mim é mais barato mas quanto poderá custar em a ajuda da agência?(falo desde Portugal por isso agradecia se possivel os custos em €)

Continua assim, cumprimentos!

33 Mac { 02.07.12 at 11:09 am }

Roberto, não saberia lhe dizer sobre valores, mas o que indico é você realmente comparar os valores de um roteiro de agência com um feito sozinho. As agências são muito uteis em roteiros rápidos, ou pacotes fechados, pois conseguem bons preços em hotéis e companias áereas. Ou seja: se o seu destino for simples, sem muitas mudanças, e não tão extenso, vale cotar sim uma agência. Ainda assim tente calcular o mesmo trajeto sozinho. às vezes podemos ter boas surpresas. Abraços

34 maria lucia lemos ortega { 03.21.12 at 12:13 pm }

ola , estou pretendendo viajar em agosto para inglaterra , mais o que mais me preocupa e passar na imigração , quero saber quais os procedimentos que devo tomar, sobre os preços da viajem , essa época do ano sai caro

35 Mac { 03.21.12 at 12:29 pm }

Maria Lucia, é sempre você já ter o endereço em que você vai ficar em Londres. A passagem de volta também é um atenuante na entrevista, pois significa que você tem planos de voltar e não de se mudar para o país. O ideal é parecer à vontade, tendo tudo que você irá fazer na ponta da língua: “Vim fazer turismo, conhecer a cidade, ver os museus, ver shows”. É sempre bom também ter um pouco de dinheiro em espécie. E os comprovantes de reserva de hotel e possíveis outras paradas da viagem também podem facilitar a entrada. É importante ter em mente que o que eles procuram (e tentam evitar de entrar) são pessoas que tenham o intuito de morar em Londres.

36 Rafael { 04.17.12 at 6:48 pm }

tenho 19 anos e tenho o sonho de conhecer a espanha. madrid,barcelona, valencia… (não os 3 um ou outro kk)

enfim… quanto custaria ficar por ex em madrid por 2 semanas ?
comprando presentinhos, indo a museus , conhecendo um pouco da cultura .

37 Marcela { 08.28.12 at 12:23 am }

Olá, tenho 19 anos e gostaria de fazer uma viagem pela Europa. Sou facinada por parques e tudo que recorde medieval tbm. Gostaria sim de conhecer as capitais, mas talves o interior seja bonito, alguem poderia me esclarecer isso?
Inglaterra, França, Italia, Irlanda, Holanda, Belgica, Alemanha, Suecia…. obviu nao tds de uma vez mas
Inglaterra

38 Mac { 08.28.12 at 8:13 am }

Rafael, o preço ainda é mais ou menos aquilo que está no texto. Uns 50 euros por dia (R$ 150) vezes 15 dias mais a passagem, que é o pesado.

Marcela, há muitas pérolas escondidas no interior. Eu planejei conhecer as capitais primeiro, para depois me desbravar, mas com certeza você encontrará coisas legais.

39 RoPertile { 08.29.12 at 3:06 pm }

Olá!
adorei conhecer seu blog.
Pretendo mandar meu filho para intercambio de tres meses quando ele fizer 18 anos (2014) e suas dicas são ótimas. Já vou planejando o pre$ente em cima do que vc fala.
Um grande abraço!
Rosangela

40 Camila { 10.23.12 at 8:06 pm }

Caraca, to organizando minha viagem para Europa e me ajudou muito, sério!!
Obrigada!!

41 Mac { 10.23.12 at 8:13 pm }

:)

42 Anna Monteiro { 02.16.13 at 12:06 am }

Muito bom seu texto!! Eu agora fiquei me perguntando se uma excursão,com um guia turístico sairia mais barato do que uma viagem sozinha.Nunca fui ao exterior.Minha meta é conhecer o Vale do Loire (França),aquela região de Castelos.

E outras dúvidas:
1.Mesmo que eu vá com um guia turístico, eu vou ter que informar endereço de alguém do lugar de destino?

2.Se eu for sozinha pro algum país onde eu não conheça ninguém,isso iria me impedir?

Seu texto será referência para mim,quando eu começar a planejar a viagem certamente! Guardei no Favoritos!

Muito obrigada!

43 Emanoel Queiroz { 09.11.14 at 10:00 am }

Meu caro,
Estou indo à Europa ainda este mês de setembro, saindo de Belém-PA, e descendo em Milão, sendo que em Milão terei hospedagem na casa de amigos, bem como em Nápoles.
Tens como me ajudar a fazer um roteiro (sendo de trem, carro ou avião) por um período de 20 dias.
Agradeço.
Emanoel Queiroz

44 Mac { 09.11.14 at 10:19 am }

Emanoel, quais são seus planos: ficar só pela Itália? Ou quais países você gostaria de tentar conhecer? Qualquer coisa, me escreva no screamyell@gmail.com que te ajudo sim.

Faça um comentário